• Criminal

Informativo 334 - Balística Forense

 

 

Dicas da Perícia ?

BALÍSTICA FORENSE

16/10/2015

Relato de caso:

CeraRelata-se o caso referente ao homicídio de José Silva (nome fictício), encaminhado à Seção de Balística Forense, oriundo de uma Subdivisão Policial da Região de Cascavel. Em resumo, o caso trata de homicídio cometido contra um trabalhador rural, envolvido em inúmeras desavenças com membros de uma família moradora vizinha à sua propriedade. Segundo o relato dos familiares da vítima, a mesma encontrava-se em sua atividade laboral em uma área afastada da residência e após algumas horas de atraso em seu retorno, o filho da vítima encontrou-a debruçada sobre as suas ferramentas, em meio à lavoura. Como ainda apresentava sinais vitais, a vítima foi deslocada para uma unidade hospitalar da região, porém veio a falecer poucas horas depois. Durante o exame necroscópico, o médico legista encontrou diversos fragmentos de material de coloração castanha semelhante à cera de abelha fixados sobre as vestes e pele do cadáver, além de diversos balins artesanais de chumbo (chumbadas de pesca e fragmentos de projéteis de outra natureza) retirados dos ferimentos da cavidade torácica. Após um breve período de investigação, a Polícia Civil deteve um dos suspeitos, portando uma espingarda de dois canos de calibre nominal 20Ga, além de cartuchos de recarga; todo o material apreendido, assim como os balins e fragmentos de cera retirados do corpo e vestes da vítima foram encaminhados para a Seção de Balística Forense da Capital. O exame dos cartuchos de recarga evidenciou que a cera de abelha utilizada para o fechamento dos mesmos apresentava características análogas àquelas observadas nos fragmentos de cera recolhidos no corpo da vítima, assim como havia completa similaridade entre os balins artesanais de chumbo encontrados nos cartuchos quando comparados aos balins removidos do corpo da vítima. A despeito de não haver a possibilidade de realização de exame de confronto balístico entre os componentes de munição envolvidos por se tratar de arma de alma lisa, foi possível identificar que tanto os balins quanto a cera utilizada nos cartuchos eram similares, o que subsidiou e orientou a investigação policial, culminando com a confissão de culpa por parte do suspeito. Este caso exemplifica as diversas aplicações dos exames realizados na Seção de Balística, fornecendo elementos consistentes para a investigação policial, contribuindo para a solução do caso.

 
Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem